Breaking News
recent

TELMEM The Phantom Of The Opera





In sleep he sang to me, in dreams he came,
 That voice which calls to me,
 And speaks my name.
 And do I dream again? For now I find
 The phantom of the opera is here
 Inside my mind.

Olá Alexander...
Esperava nunca mas te ver, nunca mas fechas meus olhos e sonhar contigo. Apenas queria...
Queria, porém ainda tens controle sobre mim, sobre meus pensamentos. Realmente... Droga, verdadeiramente Alexander, eu gosto as vezes da forma que me fazes, imagino que seja através da dor que realmente descobrimos o que somos, o que queremos e amamos, afinal ela vai derrubando um, por um nossos murros, até estarmos totalmente sem nenhuma defesa, totalmente desnudos de nossas verdades afloradas. Todos os nossos próprios mitos caindo por terra. O melhor, ou o pior, o veneno que me corre  e que mesmo despida de todas as falsas verdades.
Tu continuas em mim, como um fantasma em mim, um fantasma que puxa as cordas e me transforma em um boneco de pano, que faz exatamente o que queres. Porém toda vez que olhas desejo voltar a ser o que era antes de ti.
Quando olhares o por do sol, me deixe... Mas uma vez, apenas me deixe? Mesmo completamente sem nada pra te esconder, sem mas nada para mudar, sem nada... Apenas uma boneca sem escolhas, sem vida, só com sonhos.
@ Moda e Eu.

@ Moda e Eu.

Prepare-se :) a contagem vai começar! "A arte de ignorar um desvio de comportamento, um costume, uma forma de sobrevivência, um mecanismo de defesa, de resistência, ou conseqüência do egoísmo e do medo. " Sthéfanie Paula Cachoeira rezena

2 comentários:

  1. que lindo texto e combinou bastante com a música! é incrivel como alguns sentimentos perpetuam!
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.