Breaking News
recent

Resenha || Redenção e Submissão

No segundo livro da trilogia Redenção, a carioca Nana Pauvolih mistura doses certeiras de paixão e erotismo para narrar o explosivo relacionamento da jovem Sophia Marinho com Matt. Após dois anos morando em Portugal, a jovem retorna ao Rio de Janeiro, reencontra o antigo companheiro no Clube Catana e descobre novos limites para o prazer. Redenção e submissão traz sexo em alta voltagem e mostra porque Nana Pauvolih é o principal nome da literatura erótica nacional. 
Autor: Nana Nauvolih
Trilogia Redenção 2
Coleção Violeta
 Preço: R$ 34,50

440 pp. | 13,5x20,5 cm

ISBN: 978-85-68432-24-2

Assuntos: FICÇÃO – ROMANCE/NOVELA, FICÇÃO NACIONAL, ERÓTICO
Selo: Fábrica231
Amazon
Se no primeiro título da série Redenção lançado pela Rocco através da coleção Violeta, dedicada a títulos new adult, o foco era a relação do casal Arthur e Maiana, agora no segundo livro da trilogia, Redenção e submissão, Nana Pauvolih vira as atenções para Matheus Sá de Mello, um dos melhores amigos de Arthur, que manteve um amor platônico por Maiana, e que não acreditava que pudesse se apaixonar novamente.
Matheus, mais conhecido por Matt, forma com Arthur e Antônio o trio de amigos inseparáveis desde a infância. Já na adolescência, o grupo começou a descobrir os prazeres do sexo e da realização das fantasias frequentando o clube Catana. Matt se tornou um dos mais admirados e respeitados Dom, como são conhecidos os dominadores nos clubes de BDSM, sigla que envolve "Bondage, Disciplina/Dominação, Submissão/Sadismo e Masoquismo". Uma verdadeira máquina de sedução especializado em Shibari, a técnica oriental de imobilização, que deixa as submissas encantadas.

Matt sempre conseguiu levar a vida administrando o lado “oculto” com rotina de bom moço. Na adolescência, sentia-se diferente por ter prazer com as práticas sadomasoquistas. Estudou psicanálise, filosofia, dualidade emocional para tentar entender a si mesmo. Até que chegou a uma conclusão: não era anormal. Como todo mundo, possuía dois lados. O desejo de dominação e o prazer em ter uma mulher submissa de forma consensual não o impediam de ser um cara romântico, que sonha em casar e ter filhos.

Mas enquanto não encontra o par perfeito, Matt vai se divertindo no clube Catana. E é justamente lá que ele conhece Sophia, uma típica dominatrix, também apreciadora das práticas de BDSM. Ambos eram muito parecidos em seus desejos e vontades. A atração sexual latente era apenas a ponta do iceberg, que os unia e conectava. Coincidentemente, Sophia, uma bela morena que volta a morar no Rio de Janeiro após anos vivendo em Portugal, é a mais nova contratada da agência e operadora de turismo, VIATGE, de propriedade do pai de Matt, Otávio.

O convívio diário dos dois torna-se uma imensa atração sexual. Não demora muito para descobrirem que um sentimento mais profundo está em jogo. Mas antes disso, segredos devem vir à tona e a troca de confiança se tornar uma realidade. O que será um processo difícil para Sophia, que ainda hoje não lida bem com traumas do passado. Mas Matt é conhecido pela persistência e resolve investir na relação depois de descobrir o poder de Sophia em despertar o que havia de mais intenso e desconhecido em seus sentimentos.


 

Matt é o genro que toda mãe pediu, educado, bem sucedido, de boa família e com olhos de anjos. Na continuação da série que começou com Arthur temos o amigo Matheus - Matt para os íntimosque se tu não leste ainda no primeiro cuidado com spoiler, voltando Matt é apaixonado por Maiana. mulher de Arthur, já nas primeiras páginas do livro, somos apresentados a Sophia que como Matheus é uma dominadora.
E para loucura da nação, temos um duelo entre um leão e uma leoa um querendo que o outro se submeta.
Afinal, Sophia tinha certeza que Matt não é um dominador, afinal, nenhum Dom pode ser esses olhos de anjos que ele tem. A história tem um drama que quebra a tensão sexual, deixando a história ainda mais agradável, pois história que é só sexo, sexo e sexo não é legal. 

Só tenho que comentar uma coisa, não consegui ver Sophia como uma dominadora de verdade, ela não me conquistou como Domme, tu leste? O que achaste?

Tenho que confessar que torci muito para que os dois conseguissem achar o meio termo entre essa relação de dominação e submissão.

Para fãs de livros eróticos, deem uma chance para esse nacional, maravilhoso.   


@ Moda e Eu.

@ Moda e Eu.

Prepare-se :) a contagem vai começar! "A arte de ignorar um desvio de comportamento, um costume, uma forma de sobrevivência, um mecanismo de defesa, de resistência, ou conseqüência do egoísmo e do medo. " Sthéfanie Paula Cachoeira rezena

2 comentários:

  1. pelo visto eu cairia de amores por Matt, amo bons moços!
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.