Breaking News
recent

Resenha - Filme || Como Eu Era Antes de Você

 

 Título original ||  Me Before You |Distribuidor ||  WARNER BROS.|Ano de produção ||  2016 |Tipo de filme ||  longa-metragem | Data de lançamento|| 16 de junho de 2016 (Brasil) |Direção ||  Thea Sharrock |Adaptação de || Como Eu Era Antes de Você |Autora || Jojo Moyes


Rico e bem sucedido, Will (Sam Claflin) leva uma vida repleta de conquistas, viagens e esportes radicais até ser atingido por uma moto, ao atravessar a rua em um dia chuvoso. O acidente o torna tetraplégico, obrigando-o a permanecer em uma cadeira de rodas. A situação o torna depressivo e extremamente cínico, para a preocupação de seus pais (Janet McTeer e Charles Dance). É neste contexto que Louisa Clark (Emilia Clarke) é contratada para cuidar de Will. De origem modesta, com dificuldades financeiras e sem grandes aspirações na vida, ela faz o possível para melhorar o estado de espírito de Will e, aos poucos, acaba se envolvendo com ele. 

Já aviso antes que eu não sou fã dessa autora. Sempre digo e sempre direi, risos, tenho medo do que ela escreve, minha aversão a ela começou em A última carta de amor, em minha humilde opinião, dona Jojo tenta colocar sempre o adultério como algo bonito. MAS, esse livro não trata-se disto ( o assunto principal, claro).
Aqui conhecemos Lou, uma menina feliz com looks criativos - que eu quero todos - que namora com o Neville Longbottom, haha, que aqui está chato é contratada para trabalhar como cuidadora de Will, que ficou tetraplégico após um acidente.

A tetraplegia ou quadriplegia é quando uma paralisia afeta todas as quatro extremidades, juntamente à musculatura do tronco. À impossibilidade de mover os membros, em grau variável, distúrbios da mecânica respiratória, podendo causar demência leve. Fonte Wikipédia

 O relacionamento entre os dois no primeiro momento é de estranheza, já que Will não a aceitou. Porém, Lou era simplesmente feliz, e seu sorriso o conquistou! 

Assista para maiores informações.


Tenho que dizer que o filme é bom, não é ótimo! Mas é bom! Emilia Mãe dos Dragões estava divina, ai uma atríz maravilhosamente linda; Sam não ficou atrás, como eu disse sobre meu problema com a Jojo aqui também aconteceu, e não vi nenhum comentário sobre, porém me incomodou. Queria que o final fosse melhor, que fosse diferente na verdade, e que a escolha dele fosse melhor explicada.

E vocês, o que acharam?
@ Moda e Eu.

@ Moda e Eu.

Prepare-se :) a contagem vai começar! "A arte de ignorar um desvio de comportamento, um costume, uma forma de sobrevivência, um mecanismo de defesa, de resistência, ou conseqüência do egoísmo e do medo. " Sthéfanie Paula Cachoeira rezena

4 comentários:

  1. Boa tarde,

    Já li algumas resenhas desse filme e todas foram positivas, estou super curioso em ainda mais pelo livro e pelos demais livros da autora, mas confesso que essa ressalva sobre os livros dela me deixou com um pé atrás, adultério é errado....bjs.


    devoradordeletras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. achei muito boa a trama, a interpretação dos atores perfeita e que trilha boa! ri e chorei horrores
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir